Conheça a origem: Cerrado

Desde o inicio da Royalty, sempre trabalhamos com cafés do Cerrado Mineiro. Ali, construímos fortes relações com produtores e especialistas na cafeicultura, e com muita alegria acompanhamos o crescimento da qualidade dos cafés de lá.


Cerrado Mineiro

Colheita: maio a setembro

Altitude: 800–1.300 metros (2.620–4.260 pés) acima do nível do mar

Precipitação: 800–2.000 milímetros (31–79 polegadas)

Temperatura: 22–27°C (72–81°F)



O cerrado é uma vasta savana tropical, que se estende por vários estados brasileiros. O Cerrado é o lar de espécies e tipos de vegetação únicos, crescendo em um planalto que cobre grande parte do Brasil central. O solo ácido era considerado inadequado para a agricultura em larga escala até a década de 1970, quando se descobriu que a calagem do solo para equilibrar o pH poderia tornar a região altamente produtiva. O Cerrado é hoje caracterizado por grandes produtores de carne bovina e fazendas de milho, soja e trigo, além da cafeicultura.



O Cerrado Mineiro foi a primeira região produtora de café do Brasil a receber a Denominação de Origem (DO). A região abriga cerca de 4.500 produtores que, juntos, respondem por 25% da produção mineira. As fazendas da região são tipicamente grandes e altamente mecanizadas, aproveitando a planície. As fazendas expansivas e tecnificadas são talvez as mais emblemáticas da cafeicultura brasileira, esta alta industrialização das fazendas aumenta a produtivadade e ainda permite também a produção de cafés de alta qualidade. Para ser elegível para o DO, os cafés devem ter sido cultivados a pelo menos 800 metros acima do nível do mar e pontuar 80 pontos ou mais. Os cafés da região são tipicamente encorpados e ricos, com notas de chocolate doce e futados, dependendo do processamento.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MARCIA

VINHAL